Slide 3
VÁLVULAS PNEUMÁTICAS PARA VAPOR
Válvulas de assento inclinado com atuador pneumático.>

Slide 2
A NATUREZA AGRADECE
A BONGAS tem responsabilidade socioambiental,
trabalhamos com a preocupação de causar o menor dano possível à natureza.
saiba mais...
Slide 5
POSICIONADORES ELETROPNEUMATICOS
Para atuador pneumático.

conheça os POSICIONADORES >
Slide 4
ATUADORES ELÉTRICOS ROTATIVOS EM ALUMÍNIO - INDUSTRIAIS
Para válvulas esfera e borboleta.

Notícias


YPFB afirma que Brasil e Argentina pagam até US$ 7 pelo gás 2015-11-05

O presidente da YPFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos), Guillermo Acha, disse em 04/11/2015 que no quarto trimestre o preço do gás exportado para o Brasil e Argentina será de 6 e US $ 7, respectivamente, por milhão de BTU (Unidade Térmica Britânica).

“O preço está indexado, isso é ótimo porque estamos com o preço do gás a nível internacional, que é o Henry Hub, os preços são em média US $ 6 a US $ 7 para os dois mercados, Brasil e Argentina, respondeu à consulta sobre os preços pagos Brasil e Argentina no quarto trimestre. Ele acrescentou que os volumes enviados para ambos os destinos são mantidos de acordo com os contratos e compromissos da Bolívia.

Com base em dados comparativos entre o terceiro trimestre de 2014 e igual período de 2015, foi informado ontem que o preço do gás natural que o país exporta para a Argentina e o Brasil teve queda de 47,5% e 34,5%, respectivamente, como refletido nos dados do portal hidrocarburosbolivia.com. De acordo com as fórmulas existentes nos contratos, os preços de venda de energia são atualizados a cada três meses.

A Argentina pagou pelo gás boliviano no terceiro trimestre de 2015, 5,4 milhão de BTU $, mas no mesmo período de 2014 pagou $ 10,3, o que significa uma queda de 47,5%.

No caso do Brasil, o valor de vendas foi de $ 5,7 milhões BTU, quando em 2014 foi US $ 8,7, ou seja, uma queda de 34,5% foi registrada.

Especialistas preveem que o valor do gás boliviano vai continuar nos próximos trimestres a cinco dólares por milhão de BTU, tanto no Brasil quanto no mercado argentino, porque o preço internacional do petróleo não tem mostrado melhora.

Até agora em 2015, ele estará negociando uma média de US $ 45 por barril de petróleo; Este andar também replicado em queda no valor das exportações de hidrocarbonetos.

Entre janeiro e setembro de 2014, as vendas foram de US $ 5.167,8 bilhões de dólares no mesmo período deste ano totalizaram somente 3.173,8. Há uma diferença de 38,6%.

FONTE: GasNet

 

 

 

 

 


BAIXE O PDF